Sunday, March 28, 2010

Indústrias Criativas

Os modelos de gestão territorial têm-se desenvolvido na última década à imagem e semelhança das "ondas" dos campos de futebol.

Depois dos polidesportivos, das variantes de povoação, dos cinemas e das feiras medievais, eis que as indústrias criativas entram no léxico estratégico dos autarcas.

Para além da sua actual aparência cool, que advém da conjugação de um sector tradicional como a "indústria" com emergência da "criatividade" enquanto característica central para a resposta à globalização, este termo representa [aquelas indústrias que têm a sua origem na criatividade, competências e talento individual, com potencial para a criação de trabalho e riqueza através da geração e exploração da propriedade intelectual]*.

Segundo um estudo alemão, estas indústrias têm a capacidade de gerar dinamismo territorial, fruto de uma conotação cultural e artística que emprestam a esses lugares.

Com isto, tornam-se pólos de atracção turística e residencial de interessantes segmentos sociais.

Será sem dúvida uma receita promissora para alguns territórios, e de desbaratamento de recursos para muitos.

No comments:

Post a Comment